A intimidade da relação entre as algas e as nuvens

Quem um dia imaginou que um ser vivo seria o responsável pela chuva que cai em nosso planeta? Pois é, a vida às vezes nos surpreende. Mais incrível ainda é saber que minúsculos seres que vivem nos lagos e oceanos são os responsáveis pela formação das nuvens.
Pois é, esses seres microscópicos são as algas que compõem o fitoplâncton, pequenos organismos que realizam a fotossíntese e vivem flutuando na água dos lagos e oceanos. São seres unicelulares clorofilados, sendo, por tanto autotróficos, ou seja, produzem seu próprio alimento pelo processo de fotossíntese.
Nos lagos e oceanos vivem nas camadas mais superficiais, onde há presença de luz.

Lago da USP de Ribeirão Preto.
Algas componentes do Fitoplâncton:

1 – Chlamydomonas sp; 2 – Scenedesmus sp e 3 – Diatomácea (Navícula sp).
As algas e as nuvens
Diferentemente do que se imagina, a nuvem não é formada por vapor de água, mas sim por gotículas microscópicas de água no estado líquido.
As algas produzem um gás, chamado DMS (dimetilsulfeto) que é liberado por elas e serve como núcleo de condensação, no qual as gotículas de água vão se juntando até formar a nuvem.
O conjunto destas gotículas de água forma então a nuvem. Quando a gotícula fica grande e mais pesada ela cai na forma de chuva.
Além disso, as nuvens têm um importante papel no controle climático da Terra, aumentando ou diminuindo a capacidade de reflexão da energia solar e interferindo no equilíbrio térmico do planeta, mantendo uma temperatura adequada para a vida.

O processo de formação das nuvens

%d blogueiros gostam disto: