As Aparências Enganam

As aparências EnganamOrientadores:

  • Alexander Rodrigo Ferreira
  • Isabela Gerder Gyuricza
  • Péricles Natan Mendes da Costa

Alunos:

  • Larissa Aparecida Rodrigues de Souza
  • Natalia Vitória Caetano
  • Marcos Douglas Soares Pereita
  • Vanessa Aparecida da Silva
  • Maria Eduarda Camargo Jurado
  • Celso Eduardo Rodrigues Filho

Orientado pelo mestrando Péricles Natan Mendes da Costão, junto com Alexander Rodrigo Ferreira e Isabela Gerdes Gyuricza, o grupo “As Aparências Enganam” trabalhou conceitos relacionados ao “Dogma Central da Biologia Molecular” como a transcrição reversa, o controle da expressão gênica e produção de proteínas, além de conteúdos mais amplos, como dimensionamento, escala micro e macro, etc. Para isso, os orientadores fizeram uso de slides, jogos e dinâmicas, experimentos, etc.

Várias perguntas foram feitas pelos alunos durante a orientação. No registro feito pelos orientadores, destacam-se perguntas como: “O RNA completa o DNA?”, “O que acontece quando há erros?”, “O que acontece com o DNA depois que ele é transcrito?”, “O que acontece quando os fatores de transcrição se desligam?”. Esses são indícios de que o envolvimento e a curiosidade dos alunos foi aumentando com o passar do tempo.

E, mesmo relatando muita timidez por parte dos alunos no início, os orientadores contam que eles foram se soltando, principalmente durante e após os experimentos, quando se sentiram os próprios cientistas com toda a paramentação e cuidados necessários para visitar o laboratório. Lá, utilizando apenas água e uma solução de glicerol 70% como reagentes, os alunos puderam simular um experimento realizado para analisar a expressão gênica.

No mural, bem mais descontraídos, os alunos questionavam os avaliadores se duas células ali expostas eram iguais ou diferentes. Mostraram seus conhecimentos ao concluírem que a semelhança e/ou diferença entre algo sempre depende daquilo que está sendo analisado e que a mesma coisa pode ser igual e diferente quando analisarmos outras características. A ideia era mostrar que mesmo parecidas morfologicamente, as células elas eram diferentes no seu nível molecular. Aproveitaram e explicaram para todo mundo as moléculas de DNA e RNA e também o Dogma Central da Biologia Molecular.

%d blogueiros gostam disto: