É Brincadeira ou é Bullying?

banner

Você sabe o que é Bullying?

É muito comum ouvirmos as expressões:
“Eu já sofri Bullying”
“Meu amigo pratica Bullying na escola”
Mas você já pensou:
Qual o verdadeiro significado do termo Bullying?

 

 

tag bullying

 

A palavra bullying tem sua origem na língua inglesa, sendo uma derivação do verbo bully, que significa usar a força para amedrontar alguém. Podendo assim, ser traduzida como valentão ou tirano.

Dessa maneira, bullying é um conjunto de atitudes agressivas, intencionais e repetidas que ocorrem sem motivação evidente, causando dor, angústia e sofrimento (FANTE, 2005, p. 28-29).
O que mantém o comportamento agressivo do autor, muitas vezes, é a plateia que reforça seu comportamento e contribui com risadas e gargalhadas sobre o ocorrido.

Sabemos que as brincadeiras estão presentes no nosso cotidiano, assim como, o Bullying, entretanto, há uma diferença entre elas.
Considera-se brincadeira, qualquer ato pontual em que não há a promoção de danos psíquicos e/ou físicos no outro, sendo algo esporádico que não ultrapassa o limite do próximo.

A sociedade identifica os bullyings que são mais presentes no contexto escolar.
Quais são eles?

Tipos

Espectadores ou transformadores?

Um ponto que merece destaque no bullying são os espectadores, que são caracterizados por pessoas que participam indiretamente dessa forma de violência.
Muitos se sentem incomodados, mas nada fazem com medo de se tornarem a próxima vítima (SILVA, 2008).
E é nesse ponto que devemos ter um olhar atento para a mudança, já que sabemos que a plateia possui um lugar muito importante nesse cenário. Ser um observador da violência ou um agente transformador:

Qual a sua posição?Respeito

Orientação no Pequeno Cientista

O tema Bullying foi trabalhado com um grupo de nove adolescentes no primeiro semestre de 2016, no programa Pequeno Cientista da Casa da Ciência do Hemocentro de Ribeirão Preto/USP-RP.
Com os alunos curiosos sobre o tema e interessados em aprender, o principal questionamento era:
“Quais são as raízes e os frutos do bullying?”
A cada encontro essa pergunta foi investigada pelos adolescentes e abriu espaço para novas outras:

Aluno 1 – 13 anos
“O Bullying acontece só dentro das escolas?”

Aluno 2 – 14 anos
“Por que as pessoas não conseguem respeitar
o que é diferente?”

Aluno 3 – 14 anos
“Por que é um assunto tão comum e tão difícil de lidar?”

Aluno 4 – 13 anos
“O bullying é um fenômeno recente?”

Aluno 5 – 15 anos
“A mídia tem um papel importante nos casos de
bullying? Isso ajuda ou prejudica?”

 

Estratégias

Download do Folhetim: CLIQUE AQUI!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Referência Bibliográfica:
FANTE, C. Fenomêno bullying: como prevenir a
violência nas escolas. 2. ed. Campinas: Verus, 2005.

SILVA, Z. Diga não ao Bullying. Construir notícias.
Recife,ano.7, n. 40, p.1, mai-jun, 2008.

Autores:
Bruna Caroline Turse Barroso
Nágila Guedes Geraldine

Imagens:
Bruna Caroline Turse Barroso
Roberto Galetti Sanchez

Bullying Moral
Bullying Fisico
Cyberbullying
Bullying Verbal
Bullying Psicologico
Bullying Sexual
Bullying Material

Diagramação:
Roberto Galetti Sanchez