Escrevendo e aprendendo

A aprendizagem em ciências é o principal objetivo da Casa da Ciência. Mas, como complemento, estimulamos os alunos para que escrevam sobre o que aprendem. É uma forma de valorizar a prática da escrita e consolidar a aprendizagem. O processo se inicia com o caderno de anotações, antiquado aos olhos dos jovens acostumados a digitar em celulares. Acredita-se que a técnica das anotações requer treino e habilidades diversas. Dentre elas, prestar atenção ao que o professor fala nas palestras, registrar dúvidas e perguntas. Não se trata de copiar conteúdo dos slides, e sim o que foi compreendido. Neste momento, estão elaborando o conteúdo e registrando palavras-chave importantes para sedimentação dos conceitos. Este caderno será seu fiel companheiro nas horas em que precisará recordar uma aula ou um conceito que aquele pesquisador transmitiu, e dificilmente encontraria num livro-didático, ou num site na internet.

 

Oficinas

A Oficina de redação é oferecida aos alunos durante todo o semestre pelas jornalistas da Casa. É um chamado para retomar seus cadernos e fazer consultas para produção de textos. “Eles não só usam o caderno, como já estão escrevendo. O objetivo é: conseguem se expressar por escrito? É o último passo na iniciação científica. É o resultado de uma proposta que quer perceber a capacidade deles de escrever o que aprenderam e selecionar o que vão escrever. Trata-se de um processo muito difícil”, completa Marisa Barbieri.

Sempre em grupo, os alunos são reunidos dentre os que possuem habilidades de escrita e as artísticas, para produção de quadrinhos e ilustrações. Também trabalhamos com a produção de roteiros de teatro, que são dramatizados posteriormente com a ajuda de suas professoras. Neste semestre está em andamento a produção de fanzines, uma possibilidade de produzirem um material já editado em formato de divulgação.

Na oficina do dia 16 de março o objetivo foi apresentar aspectos iniciais do texto jornalístico, como a construção do lead, para produção de pequenos textos sobre as palestras do Adote um Cientista. Veja abaixo uma amostra da produção dos alunos e acompanhe outros textos selecionados no Espaço do aluno!

Adote 2017

No dia 9 de março o prof. Geraldo Passos, professor de Genética da USP/RP fez uma palestra com o tema “Para que serve a Ciência?”, na Casa da Ciência para os novos alunos do Adote 2017. Ele explicou sobre conhecimento científico e a informação do saber que parte do princípio das análises dos fatos reais e comprovados, para serem reconhecidos como um conhecimento científico. (Jayme Medrado da Silva, EMEF “Profª. Arlinda Rosa Negri” Escola Dumont, Yuri Leonardo Dias. EE Jd Paiva II- Ribeirão Preto)

 

Neurociência

Na palestra do dia 16/03/2017 que aconteceu na Casa da Ciência – USP de Ribeirão Preto, os pesquisadores Danilo Benetti, Matheus Teixeira e Rafael Ruggiero compartilharam um pouco do seu conhecimento sobre neurociência. A palestra abordou os temas sobre as emoções e as memórias. Eles nos mostraram algumas partes do filme “Divertida Mente”, que mesmo sendo uma animação da Pixar, não perde o seu valor científico, muito pelo contrário, nos ensina bastante como um grupo de neurônios são responsáveis pelas nossas memórias. Entre elas, as que são guardadas em longo prazo, e que as menos importantes são descartadas. E nossa palestra se deu fim com uma discussão sobre algumas perguntas feitas por alunos. (Ana Clara Cestaria, EE Prof. Luiz Antônio Fragoso, Luiz Antônio, Stefanie Maciel, EMEF Técnico em Química- Luiz Antônio)

 

Texto por Gabriella Zauith