O que acontece quando o rato “esquece” que tem medo do gato?

Toxoplasma gondii: o parasito que controla sua mente

No Adote um Cientista do dia 17 de agosto, a doutoranda Flávia Costa Mendonça Natividade da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP trouxe aos alunos o tema Toxoplasma gondii: o parasito que controla sua mente. O tema é relevante, pois atualmente, estima-se que 1 em cada 3 pessoas do mundo estão infectadas pelo protista Toxoplasma gondii. No Brasil 67% da população está infectada, e isso corresponde a cerca de 126 milhões de pessoas.

Os protozoários , ou protistas, são organismos unicelulares eucarióticos de diferentes linhagens evolutivas cujo parentesco filogenético permanece controverso. Apesar disso, de uma forma geral podem ser caracterizados por não produzirem pigmentos, serem microscópicos, ou seja, não podem ser vistos a olho nu, não possuírem parede celular e geralmente serem móveis.

Aliás, a mobilidade do protozoário é uma de suas características mais importantes, pois nos protistas parasitos garante o sucesso na invasão de organismos. Você sabe como os protozoários se movimentam? Bom, eles se locomovem de três formas: por flagelo, por cílios ou por pseudópodes. Um exemplo de protozoário flagelado é o Trypanosoma cruzi, causador da doença de chagas.

Entre os que se movimentam por meio dos cílios tem o Paramecium sp., que na verdade não é um parasito e sim um protozoário de vida livre, já que não precisa de células de outros seres vivos para se alimentar e reproduzir. E um exemplo de protozoários que têm pseudópodes é a Amoeba sp. que são parasitas intestinais.

Você sabia que um protozoário não tem boca? Que o toxoplasma não se movimenta nem por flagelo, cílios ou pseudópodes? No interior da célula do toxoplasma existem moléculas que são responsáveis por dar forma ao parasito, assim como nas células do corpo humano essas moléculas se organizam para que o parasito se movimente sem a necessidade de auxílio externo.

Como o Toxoplasma gondii invade a célula hospedeira? Quais são os estágios do ciclo de vida deste protozoário? Você sabia que a reprodução sexuada do Toxoplasma gondii acontece no intestino do gato e garante a variabilidade genética?

Afinal, como o toxoplasma chega até o organismo humano? Normalmente é por meio da ingestão de carne crua ou malcozida, alimentos mal lavados ou contato com animais infectados. Após a infecção, pode ser que não aconteça nada com o organismo humano, pois o próprio sistema imunológico do corpo se encarrega de combater possíveis ações do protozoário. Outro ponto é que de acordo com os cientistas o toxoplasma é um dos parasitas mais bem-sucedidos do mundo, pois uma vez que ele precisa do hospedeiro para continuar seu ciclo de vida, ele não mata seu hospedeiro.

Quando a contaminação por Toxoplasma gondii é um problema? A palestrante explicou que o perigo desta contaminação ocorre quando a mulher está grávida, principalmente no 1º trimestre de gravidez, pois a ação do parasito pode ser assintomática na mulher, mas o parasito pode ultrapassar a barreira da placenta e infectar o feto que está sendo formado, causando assim malformações fetais.

Você sabe o que desenho do Tom e Jerry pode nos ensinar? Que o rato deve ter medo do rato. Mas você sabia que quando o rato está infectado pelo Toxoplasma gondii, o rato “perde o medo” do gato? Mas afinal, o que acontece no cérebro do rato? Por que seu comportamento é alterado?

E no ser humano… É possível que o Toxoplasma gondii controle a mente humana? O gato não precisa estar doente para transmitir o Toxoplasma gondii? O cachorro também pode transmiti-lo? Quer saber a resposta a todas essas perguntas? Então confira assistindo o vídeo abaixo.

Por: Crislaine Messias

Revisado por: Caio M.C.A. de Oliveira

%d blogueiros gostam disto: