Os diferentes tipos de câncer: origens e fatores

       O Programa Adote um Cientista encerrou com “chave de ouro” o primeiro semestre de 2018 com a palestra “Os diferentes tipos de câncer: origem e fatores”. O professor João Agostinho, do Instituto de Ciência Biomédicas da USP, discutiu os fatores que influenciam o surgimento do câncer ou, em outras palavras, a carcinogênese?

        Por mais cruel que ele seja, pode ser considerado apenas mais um fenômeno da natureza.

Como assim?

      Todo câncer se inicia com um descontrole do processo de divisão celular que está ocorrendo em nosso corpo continuamente. Já ouviu falar na mitose? Ela ocorre desde a origem da vida, em todos os seres vivos, desde plantas e animais até organismos unicelulares.

         Segundo o pesquisador, trata-se de uma doença clonal, ou seja, origina-se de uma única célula anormal. Porém, cada tipo de tumor tem características que refletem sua origem. Vamos dar um exemplo: O melanoma é um tipo de câncer que se desenvolve a partir de células do epitélio conhecidas como melanócitos, produtoras do pigmento da pele chamado melanina. Essas células cancerosas conseguem migrar para tecidos do corpo. Veja abaixo o que aconteceu quando essa migração foi em pulmões de camundongos!

Fonte: Patologiando

          Um outro tipo de câncer relacionado à células epiteliais é o Carcinoma, que correspondem a 90% dos cânceres e ocorre em células conhecidas como queratinócitos, produtoras de queratina, proteína que impermeabiliza a pele.

        O que leva uma pessoa a ter câncer? Quais são os fatores carcinogênicos? Fatores ambientais e genéticos podem contribuir para o surgimento de tumores e cânceres, tais como exposição aos raios ultravioleta e o tabagismo, conhecidos como mutagênicos (causadores de mutação). Uma coisa é certa, o câncer apresenta estratégias biológicas complexas, diz o pesquisador.  

           Na palestra, João Agostinho, explicou que num tecido celular em equilíbrio ocorre a proliferação das células, sua diferenciação celular e morte. Já no câncer, além de aumentar a proliferação celular devido a mutações do DNA e diminuir a diferenciação e morte (apoptose) das células, ocorre a angiogênese que é a formação de novos vasos sanguíneos, fator importante para nutrir com oxigênio e nutrientes as células cancerosas.

           A ciência já catalogou 200 tipos de cânceres. Segundo Instituto Oncoguia, estima-se, para o Brasil, biênio 2018/2019, a ocorrência de 600 mil casos novos de câncer, para cada ano. Os cânceres de próstata (68 mil) em homens e mama (60 mil) em mulheres serão os mais frequentes.

       Quem quiser aprender mais sobre outros tipos de câncer, como o Sarcoma, Linfoma ou Glioma assista a palestra no Youtube, do canal da Casa da Ciência (vídeo abaixo) e compreenda não apenas os benefícios de sermos organismos pluricelulares, mas também o custo de nossa complexidade biológica.

 

Autor: Ricardo Marques Couto

Revisor: Caio M.C.A. de Oliveira