Sobre Darwin, ursos e baleias

O programa Adote um Cientista do segundo semestre de 2017 começou no dia 3 de agosto e contou com uma palestra de um membro da equipe da Casa da Ciência, o biólogo Caio M.C.A. de Oliveira. O palestrante falou sobre a evolução biológica, particularmente sobre o processo evolutivo da seleção natural e história evolutiva do grupo das baleias, botos, toninhas e golfinhos (Cetacea).

Mas afinal, o que Darwin tem a ver com ursos e baleias? Em um trecho da primeira edição de seu mais famoso e influente livro, “Origem das Espécies” (1859), Charles Darwin cita um possível parentesco evolutivo próximo entre os ursos e as baleias viventes. Darwin imaginou isso a partir de observações de ursos nadando em rios com a boca aberta para fora da água, capturando insetos, o que lembrou o naturalista de baleias que se alimentam de maneira semelhante, filtrando plâncton no oceano com a boca aberta. Mas e hoje? O que sabemos sobre ursos e baleias?

Ursos são animais majoritariamente solitários de pernas entroncadas, focinhos longos, orelhas pequenas e arredondadas e cobertos por pelos. Eles são familiares a todas as pessoas e têm uma forte influência em nossa cultura. As menos de dez espécies de ursos viventes são hoje classificadas como mamíferos carnívoros. Já os cetáceos são mamíferos adaptados à vida aquática, conhecidos por complexas relações sociais e inteligência, também culturalmente influentes para seres humanos. Esses animais de corpo alongado, com nadadeiras e cauda, historicamente representaram um desafio para naturalistas e biólogos em classifica-los ou explicar seu parentesco evolutivo, o que também foi tema da palestra apresentada: o que sabemos hoje sobre a evolução desses animais?

Primeiramente apresentando os três personagens do título, o palestrante também discorreu sobre a classificação biológica das baleias, apresentando como o conhecimento fóssil, taxonômico e de biologia molecular atual explica a evolução desses mamíferos outrora considerados aberrantes. Para isso, Caio também explicou a teoria da seleção natural e sua atuação em populações de seres vivos, mostrando como o processo de especiação pode ocorrer na natureza. No fim das contas, ursos e baleias são parentes como Darwin sugeriu?

Por fim, o palestrante também aproveitou o exemplo da evolução das baleias, atualmente bem documentada, para falar um pouco sobre erros comuns relacionados à evolução biológica e à teoria da seleção natural. Afinal, o que é evolução? Ela é só uma teoria? Qual a diferença de descendência direta e ancestralidade comum?… Ficou curioso? Quer saber mais sobre o naturalista Charles Darwin, os ursos, as baleias, seu possível parentesco próximo e sobre evolução biológica em geral? Então confira a palestra completa no vídeo abaixo.

 

Texto por: Caio M.C.A. de Oliveira

Revisão por: Crislaine Messias