Textos – “Estratégias reprodutivas e seleção sexual em animais não-humanos”

Os alunos que participam do programa Adote um Cientista têm a chance de escrever sobre as palestras apresentadas por Docentes e Pós-graduandos da USP.

No dia 24 de março a Casa da Ciência recebeu a mestranda Paula Verzola-Olívio com a palestra sobre Estratégias reprodutivas e seleção sexual em animais não-humanos.
Alguns desses textos foram selecionados e estão disponíveis para consulta.

 


 

24mar2016_KaiqueMedeiros_v1 (853x1280)

 

Texto do Aluno: Kaique Medeiros

Aluno do 6º ano

EMEB João Nogueira

 

“Os animais são meio que parecidos com seres humanos. Como assim? você deve se perguntar, preste atenção!

Seleção sexual: basicamente isso acontece em espécies específicas onde a fêmea escolhe o macho do jeito que ele é, por exemplo o caso de um pássaro que deixa seu ninho azul para a fêmea, e a fêmea vê o macho mais bonito e pensa ‘Hum, esse macho deve ser decente’, e reproduz com ele.  As fêmeas pensam na saúde física e outros fatores no macho que ele dê descendentes bons.

Agora veja os humanos: as mulheres escolhem também homens de seu gosto, inteligente, forte, engraçado, etc. E isso não é quase uma seleção (na verdade é)?

Vamos a outros fatos: corte.

Assim como no mundo animal e humano, os machos se exibem para a fêmea ou a mulher, para ela gostar dele, por exemplo, o pavão. Sai briga pela fêmea, e de tanto exibir começa a existir níveis de hierarquia como um é mais forte, belo e inteligente, a fêmea escolherá este (o mais forte, belo e inteligente) que terá mais vantagem sobre outro por vários atributos.

Outra coisa que é igual também entre humanos e animais é a diferença dos papéis e os gametas entre machos e fêmeas.

E há algumas coisas que humanos são parecidos com animais (neste assunto). Mas vou parar de comparar, porque como disse há só mais algumas que sei, e há coisas que não se encaixariam em humanos, como poligamia.”

Deixe uma resposta