O QUE É TUDO ISSO?

Me propuseram a falar sobre quaisquer temas que foram explorados nessas semanas de aulas na Casa da Ciências, e entre tantos assuntos apresentados, escolhi falar sobre um, no qual estou vivendo diariamente com essa situação. Então, irei falar sobre o que é Corona Vírus, os tipos de testes e as vacinas.

Para começar do início, o que é Corona Vírus? Ou se fala Covid-19? Bom, vamos partir deste ponto.

Em janeiro de 2020, cientista dizem que, a misteriosa pneumonia viral em Wuhan, se trata de um novo vírus, o Novo Coronavírus, que se espalhou rapidamente pelo mundo, trazendo sobre ele uma pandemia. O novo coronavírus, passou a ser chamado de SARS-CoV-2, uma síndrome respiratória aguda grave. Coronavírus é o nome dado a um conjunto de vírus que se é encontrado em várias espécies de animais. Já Covid-19 é a doença causada pela SARS-CoV-2. Cada organismo funciona de um jeito diferente, por isso não há apenas um sintoma específico dessa doença, mas as principais são a dificuldade para respirar, tosse, febre, coriza e dor de garganta. Sua transmissão pode ser indireta, por meio de superfícies que contém o vírus, ou direta, ao entrar em contado com um infectado. Diante disso, devemos tomar cuidado, se prevenir e para certificar que não contraímos ou não estamos transmitindo essa doença, precisamos fazer os testes.

Ao pensar em um caso do Coronavírus, se os sintomas são recentemente ou começaram a se manifestar uns três dias antes, o teste mais indicado é o RT-PCR. No entanto cerca de nove dias após o aparecimento dos sintomas, a quantidade de vírus começa a cair, não sendo mais tão eficaz o RT-PCR, após nove dias o mais indicado é o teste sorológico. O RT-PCR, a partir da retira de mucosa do indivíduo, é guardado num frasco que contem um líquido que impede a reprodução do vírus. No laboratório é extraído o RNA do vírus com um reagente, então convertem o RNA em DNA, pelo DNA ser mais estável que o RNA. Ao converter e reproduzir. Gera-se fluorescência, que por sua é detectada pela máquina de RT-PCR, quanto mais fluorescência, mais RNA do vírus o indivíduo apresenta. O teste sorológico, ou teste rápido, detecta os anticorpos no sangue do paciente. Com uma amostra de sangue do indivíduo e um reagente, direciona os anticorpos a reagir com os antígenos e corantes, para que seja possível detectar pelo visor se há anticorpos ou não presentes no sangue do paciente. Esses testes analisam a disseminação do vírus, guiando os órgãos de saúde, além de determinar a quantidade de infectados e onde se necessitam de mais atenção.

A única real solução deste problema é uma vacina, que seja eficaz e rápida! Primeiramente, o que é uma vacina? Como ela funciona? Bem, vacinas são substâncias que contém vírus ou bactérias enfraquecidas, com a função de estimular o organismo a reagir contra o vírus ou bactéria, sem o perigo de deixar as pessoas doentes. No caso da Covid-19, o vírus consegue infectar as nossas células, a partir da proteína Spike, que ao entrar em contato com a proteína das nossas células facilitam sua entrada. Duas das vacinas que estão sendo estudadas são a de Oxford e a da SINOVAC. A de Oxford, trabalha em uma vacina que utilizou somente a proteína Spike e um outro vírus, o Adenovírus, retirando as proteínas originais desse vírus e substituindo pela Spike. A SINOVAC, pegou o SARS-CoV-2 e enfraqueceu. Ambas estão na fase de testagem, já passaram pelas pesquisas e falta a fabricação. Em virtude dos fatos apresentados e pelas aulas assistidas, realmente entendi a nomenclatura deste conjunto de vírus e essa doença. Além de meses após a decretação da pandemia entendi de verdade as diferenças entre os testes, e em que bases essas vacinas se sustentam.

Juliana Valerio Simplicio – 9º ano

Publicações Relacionadas

Comentários