O TEMPO

Não cobre à verdade,

que a verdade não é tempo.

É Terremoto!

 Não peça à verdade,

a verdade, não se abala?

Não se abala o tempo todo.

Mas tempo, chama tempo.

O que abala esse tempo?

É Precipitação!

Poema da aluna da aluna Ana Laura Lopes da Silva do 1º ano da escola E.E “Constante Ometto”, cidade de Pradópolis/SP

Publicações Relacionadas

Comentários